Tem dúvidas? Envie-nos a sua questão ou marque aqui a sua sessão de esclarecimento online.

Ao enviar uma mensagem, colocando o seu Nome e Endereço está a aceitar a nossa Política de Privacidade e a inscrever-se na Mailing List.

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle

Ready2Start © 2018

Av. Marginal, Ed. Parque Oceano, 3G, 2780-337 Oeiras
Lisboa - Portugal | info@ready2start.pt 

Número de empresas criadas em Portugal bate recorde em 2018

Em 2018 foram criadas mais de 45 mil empresas, batendo um recorde nacional, segundo a Informa D&B. Mas será este um dado totalmente positivo?


2018 bateu o recorde do ano em que mais empresas foram criadas em território nacional. Foram mais de 45.000 - um crescimento de 10% em relação a 2017. É o que nos diz este artigo do Jornal de Negócios, que pode ler na íntegra aqui.


"Contudo, também há um sinal menos positivo. Os encerramentos de empresas subiram 19% face ao ano passado, tendo registado um "crescimento contínuo desde abril de 2018" que foi transversal a todos os distritos e setores, segundo a Informa D&B."


Esta é uma das consequências da falta de preparação dos portugueses que querem muito ter um negócio próprio, mas não têm experiência ou conhecimento suficiente para serem bem-sucedidos sem ajuda. Precisamente um dos problemas que a Ready2Start nasceu para resolver. Infelizmente, torna-se fácil incorrer no erro de pensar que se outros conseguem, e parecem tê-lo feito sozinhos, nós podemos conseguir, também. Mas se a cooperação e a resiliência são incríveis e podem ajudar no caminho, beneficiar de profissionais especializados no desenvolvimento de negócios, a tratar de tudo o que é necessário, por um preço acessível e em pouco tempo, é a solução ideal. Principalmente quando ainda pode começar o seu Negócio sem necessidade de criar, desde logo, uma Empresa!


Assim, queremos contribuir para que não só mais negócios sejam criados em Portugal, como para que esses negócios sejam rentáveis, se transformem em empresas prósperas, e não encerrem antes do final do primeiro ano.


0 visualização